Para cada branco morto na Paraíba, cerca de 16 negros são assassinados

No estado da Paraíba, a proporção em 2014 foi de um branco morto para 16 negros. Os dados é do levantamento feito pelo Mapa da Violência, da Faculdade Latino-americana de Ciências Sociais (FLACSO). No ano da pesquisa, 64 brancos foram mortos, enquanto ocorreram 1.075 homicídios de negros, dando uma média de 16,77. A Paraíba o segundo estado do Brasil com maior vitimização de negros.
Ainda conforme o cálculo do Mapa da Violência 2016, morrem proporcionalmente 868% mais negros que brancos na Paraíba, tornando o segundo estado do Brasil com maior vitimização de negros, ficando a frente do Piauí, em mais de 500% em proporção e sendo superado apenas por Alagoa, onde morrem 1.028% mais negros que brancos.
A historiadora e representante do movimento negro na Paraíba, Juliana Alves, avalia os motivos destes números. "É indiscutível que a principal causa do genocídio da população negra, do extermínio da juventude, é o racismo, que está instituído em nossa sociedade. E por que genocídio? Porque é caracterizado por extermínio ou desintegração de uma comunidade pelo emprego deliberado da força, por motivos raciais, religiosos ou políticos", afirmou
O estudo ainda faz uma comparação dos dados de 2014 com os de 2003. Há 11 anos atrás, 368 negros e 34 brancos foram assassinados. Neste período, houve um crescimento de mais de 192% no número de homicídios de negros e de 76,4% da população de cor branca.
"O estado é principal agente fomentador para a condição desse massacre. A população brasileira tem um discurso e valores bastante racistas. O Brasil é o país onde mais se mata no mundo. Mais da metade dos homicídios têm como alvo jovens entre 15 e 29 anos, destes, 77% são negros. Porém, há certa indiferença na agenda pública nacional", comentou Juliana Alves.
Morte por armas de fogo
O Conde, no Litoral Sul da Paraíba, é estatisticamente o quarto município do Brasil onde foi registrada a maior taxa de homicídios por arma de fogo entre os anos de 2012 e 2014. A cidade aparece com uma taxa média de 94,4 homicídios por arma de fogo para cada mil habitantes. Outras nove cidade da Paraíba compõem este ranking.
João Pessoa
A capital paraibana aparece na 64º posição no ranking de mortes por armas de fogo no país. No ano de 2014, o Mapa da Violência confirmou 464 mortes por arma de fogo em João Pessoa. Em 10 anos, a capital teve um aumento de 128,6% nos casos, pois em 2004 foram registrados 203 homicídios por arma de fogo. Entre 2013 - que teve 479 mortes - e 2014, houve uma redução de 3,15% nos casos.

Fonte:G1
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.