Pai de criança atropelada é morto por encapuzados em Campina Grande

Um jovem de 26 anos foi morto a tiros no final da tarde do domingo (16) na rua Padre Anchieta, no bairro do Catolé, em Campina Grande. Segundo a Polícia Civil, a vítima é pai da criança de três anos que foi atropelada na terça-feira (11). Um suspeito de estar envolvido no homicídio foi preso ainda no domingo.
O homem que atropelou a criança morreu na manhã da quarta-feira (12) no Hospital de Emergência e Trauma, que informou que ele tinha sinais de espancamento. Segundo informações do Samu, Bombeiros e Hospital de Trauma o homem teria sido agredido depois do atropelamento por testemunhas. Essa versão da causa da morte do homem que atropelou a criança, no entanto, foi desmentida pelo delegado Francisco de Assis no domingo.
Conforme informações do delegado, o pai da criança atropelada foi morto enquanto estava caminhando por volta das 16h50 do domingo quando homens encapuzados em um carro preto se aproximaram e atiraram. A vítima morreu no local e os ocupantes do veículo fugiram logo em seguida.
saiba mais
Motorista morre após agressão por atropelar criança em Campina Grande
Relação entre os casos
"O rapaz que atropelou a criança evadiu-se do local e colidiu em um mototaxista e depois em uma árvore. Ele não foi agredido. Nessa colisão, ele sofreu uma lesão grave e morreu. Foi mal noticiado que ele teria sido linchado", disse Francisco de Assis.
Ainda de acordo com o delegado, depois do acidente, os familiares da criança passaram a ser ameaçados por pessoas ligadas ao motorista que morreu. Eles contaram em depoimento que um homem, tio do condutor morto, havia repassado informações sobre a residência do pai da criança para pistoleiros. O tio do motorista foi preso.
Suspeito identificado
"Através de testemunhas, que estão com medo porque essas pessoas matam gente como se fosse prática esportiva, nós chegamos ao tio do motorista que morreu no acidente. Ele que apontou para os autores do assassinato onde o pai da criança estava. Ainda não temos a identidade dos executores. O suspeito sabe, mas ainda não sabemos se ele vai nos dizer", continuou o delegado.
O homem preso foi levado para a Central de Polícia e, em conversa com a reportagem da TV Paraíba, negou que tenha envolvimento no homicídio e que saiba algo sobre quem disparou contra a vítima.

Fonte:G1
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.