Ministério debate seca na PB nesta segunda-feira

O estudante universitário Jonathan Samuel Alves, de 19 anos, vem precisando corriqueiramente usar água mineral para tomar banho, lavar a louça e cozinhar. Isso porque o bairro de Santa Rosa, em Campina Grande, onde ele mora, não está recebendo água no racionamento como deveria e já teve que passar um longo período de tempo sem abastecimento nas torneiras. A casa de Jonathan é um dos 143.951 imóveis abastecidos pelo Açude Epitácio Pessoa, em Boqueirão. Essa escassez será tema de reunião nesta segunda-feira (17) em Brasília, que foi solicitada pelo Ministério Público da Paraíba. A reunião acontecerá na sede do Ministério da Integração Nacional, em Brasília, às 17h. 

“Depois da divisão de zona, a água não está vindo corretamente. Nós estamos na zona 1 e a água não chega no dia marcado. Essa semana veio de acordo com a zona 2 e não dá tempo de guardar porque não vem os três dias”, disse o estudante. O racionamento é dividido de maneira que os bairros da zona 1 recebem água de segunda a quarta-feira e, da zona 2, de quinta-feira a sábado.

“Estamos sempre pedindo para a Cagepa regularizar a situação, mas dizem que o lugar é alto e que não tem o que fazer”, completou Jonathan. De acordo com ele, é preciso comprar cinco garrafões de água mineral por semana e encontrar outro lugar para lavar a roupa da casa. “A gente leva sempre para a casa de tios para lavar, onde tiver água na torneira”.

O procurador geral de justiça da Paraíba, Bertrand Asfora, convocou uma reunião com o ministro da integração nacional, Helber Barbalho, para ouvir do Governo Federal qual será a ação caso a transposição do Rio São Francisco não chegue na data prevista. “Fizemos essa solicitação para que ele nos informe como está o andamento da transposição e qual será o “Plano B”, já que sem transposição e sem chuva a Paraíba entrará em um colapso, não só hídrico, mas também econômico”. O procurador Hebert Targino também participa do encontro.

A reunião foi solicitada após visita a Coremas, que constatou o problema enfrentado pela Paraíba. Além dos representantes do MPPB, estarão presentes no encontro o deputado federal Rômulo Gouveia, o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, e representantes da Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa), Cagepa e Agência Nacional das Águas (ANA).

Fonte:Portal Correio
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.