Bancos devem pagar alvarás judiciais durante greve de bancários na Paraíba

A greve dos bancários chegou ao 29º dia nas agências paraibanas nesta terça-feira (4). A novidade é que na segunda-feira (3) a Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Paraíba (OAB-PB) firmou um acordo com o Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários do Estado da Paraíba (SEEB-PB) para que os alvarás judiciais sejam pagos. 

No dia 20 de setembro, a justiça do trabalho de Campina Grande já tinha concedido uma liminar que obriga agências do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal da cidade a cumprirem pagamentos por meio de ordem judicial. A medida foi de autoria da subseção da Ordem dos Advogados Brasil (OAB) que fica na cidade.
Na agência do Banco do Brasil, localizada na Praça 1817, Centro de João Pessoa, e na agência da Caixa Econômica Federal localizada na Justiça do Trabalho, no piso E2 do Shopping Tambiá, o atendimento vai ser exclusivo para advogados e jurisdicionados para que seja feito o pagamento dos alvarás judiciais.
.
Negociação segue
Uma nova rodada de negociação entre bancos e bancários acontece nesta terça-feira.
A Fenaban (que representa os bancos) ampliou na quarta-feira (28) a oferta de abono para R$ 3,5 mil, com mais 7% de reajuste, extensivo aos benefícios. Também propôs que a convenção coletiva dure dois anos, com garantia, para 2017, de reajuste pela inflação acumulada e mais 0,5% de aumento real.
A greve dos bancários completou quatro semanas nesta terça-feira com 13.245 agências e 29 centros administrativos fechados, segundo balanço da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT). Segundo o sindicato, o número representa uma adesão de 56% da categoria.
Na quarta-feira passada, os bancários se reuniram com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), mas o encontro terminou sem acordo, e os grevistas decidiram manter a paralisação. A greve já é mais longa do que a realizada pelos bancários no ano passado, que durou 21 dias. Segundo a Contraf-CUT, a greve mais longa da categoria na história foi em 1951 e durou 69 dias. Nos últimos anos, a mais longa foi a de 2004, com 30 dias.

Fonte:G1
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.