Perícia descarta falha mecânica em carro que atropelou estudante na PB

Na manhã dessa terça-feira (30) a perícia do veículo envolvido no atropelamento que matou uma estudante e deixou um jovem ferido, no bairro do Rangel, em João Pessoa, descartou a falha mecânica como motivo do acidente. O caso ocorreu na última quinta-feira (25), quando o carro atropelou as vítimas na calçada da Avenida 2 de Fevereiro.
O perito e engenheiro mecânico do setor forense do Instituto de Polícia Científica da Paraíba (IPC-PB), Robson Félix, informou que examinou todo o sistema de freios, pneus, direção, suspensão e todos os componentes que poderiam ter causado alguma falha no veículo e provocado o acidente. “Eu periciei o veículo e ele está e estava em perfeito estado de funcionamento”, disse.

Robson Félix ainda informou que o perito Wagner Sales, responsável pelo levantamento dos indícios no local do acidente, está trabalhando para divulgar uma nova perícia com base na ocorrência do acidente. O novo laudo deve sair em pelo menos 30 dias, segundo ele.
A motorista da caminhonete, assim como os dois jovens atropelados, é moradora do bairro do Rangel e estava voltando para casa no momento do acidente. O sargento Alberto, da Polícia Militar, relatou que a motorista ficou o tempo todo dentro do veículo após o acidente. A caminhoneta teria perdido o controle após a motorista tentar uma manobra para desviar de outros pedestres que atravessaram rapidamente, na frente do veículo.
A adolescente Renata Rocha Fernandes, 14 anos, que morreu depois do acidente, era estudante e praticava dança na igreja em que frequentava. Ela tinha completado 14 anos de idade neste mês de agosto.

Fonte:G1
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.