João Pessoa registra 300 casos de calazar no primeiro semestre do ano

No primeiro semestre de 2016, o Centro de Zoonoses de João Pessoa registrou 300 casos de calazar, doença também chamada de leishmaniose visceral em cães. De janeiro até agosto deste ano, o Centro realizou 1.939 testes rápidos para identificar a doença em animais. Os testes são realizados através da coleta de sangue dos cães.
O teste está disponível diariamente no Centro de Zoonoses, das 8h às 18h, para todas as pessoas que tenham cachorro e suspeitem que eles estejam doente. Não é preciso agendar o teste e o resultado do exame fica pronto em apenas trinta minutos.

Segundo o gerente do Centro de Zoonoses da Capital, Nilton Guedes, se o resultado do teste for positivo para a leishmaniose visceral, o dono retorna para casa com o cão e a amostra de sangue do animal é enviada para o laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), para um exame mais rápido e completo, com diagnóstico definitivo.
“Somente com esse resultado do Lacen é que procuramos o dono do animal infectado e pedimos a entrega do cão para ser eutanasiado. Tudo isso é explicado à população quando eles procuram os nossos serviços”, afirmou Nilton Guedes.

Os testes rápidos para diagnóstico do calazar são feitos desde 2013 e, além da demanda espontânea, as equipes do órgão também fazem busca ativa nas áreas endêmicas e onde há casos confirmados da doença. O Centro de Vigilância Ambiental e Zoonoses de João Pessoa fica localizado na Avenida Walfredo Macedo Brandão, no bairro dos Bancários. O serviço disponibiliza os telefones 3218-9357 e 0800 2827959 para atendimento à população.

Fonte:G1
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.