Itabaiana tem pior Ideb do ensino fundamental público na Paraíba

O município de Itabaiana, no Agreste paraibano, apresentou o pior Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) do estado no ensino fundamental entre as redes municipal e estadual. A avaliação nacional, realizada pelo Governo Federal, foi divulgada nesta quinta-feira (8). Os anos finais do ensino fundamental e o ensino médio das escolas da Paraíba não atingiram as metas estabelecidas.
O G1 entrou em contato com a Secretaria Municipal de Educação de Itabaiana para saber o posicionamento da prefeitura a respeito do desempenho no Ideb. A recepcionista, que se identificou apenas como Rosa, informou que a secretaria iria divulgar em breve uma nota.

Segundo a avaliação, Itabaiana chegou ao índice 2 no ensino fundamental 2 da rede municipal, que vai do quinto ao nono ano, ficando longe da meta projetada, de 4,2, e sendo o pior desempenho nas duas redes e nos dois níveis fundamentais de ensino. Em relação à avaliação de 2013, o índice baixou 0,5.
No ensino fundamental 1, que compreende do primeiro ao quarto ano, a rede municipal apresentou uma melhora no índice. Em 2013, o número era de 2,8 e passou para 3,5 em 2015, porém a meta projetada era de 4,3.
Melhores
Já os municípios de Boa Vista e Olivedos, também no Agreste paraibano, apresentaram os melhores Índices de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) do estado para o ensino fundamental público em 2015.
Para o ensino fundamental 1, que compreende do primeiro ao quinto ano, a rede pública de Boa Vista teve o melhor desempenho, com índice de 6,6. A rede pública de Olivedos se saiu melhor no ensino fundamental 2, que compreende do sexto ao nono ano. O índice evoluiu de 5,0 em 2013 para 5,4 em 2015.
O que é o Ideb
O Ideb é um indicador geral da educação nas redes privada e pública, uma espécie de nota. Para chegar ao índice, o MEC calcula a relação entre rendimento escolar (taxas de aprovação, reprovação e abandono) e desempenho no Saeb/Prova Brasil aplicada para crianças do 5º e 9º ano do fundamental e do 3º ano do ensino médio.
O índice é divulgado a cada dois anos e tem metas projetadas até 2021, quando a expectativa para os anos iniciais da rede estadual é de uma nota 6,0. Assim, para que o Ideb de uma escola ou rede cresça é preciso que o aluno aprenda, não repita o ano e frequente as aulas.

Fonte:G1
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.