Engenheiro é preso em João Pessoa em operação do Ministério Público

Quatro pessoas foram presas temporariamente, sendo uma delas em João Pessoa, durante uma operação deflagrada pelos Ministérios Públicos da Paraíba (MPPB) e de Rondônia (MPRO) na manhã desta quarta-feira (14). De acordo com o MPPB a operação investiga o direcionamento de licitações na prefeitura de Cujubim, em Rondônia, para uma construtora específica, nos anos de 2014, 2015 e 2016. O suspeito preso na Paraíba é um engenheiro que foi contratado pela prefeitura. Na empresa dele também foi cumprido um mandado de busca e apreensão.

Segundo o MPPB, as investigações da operação “Niké” - em referência ao nome Victoria, pelo qual a deusa Niké era chamada pelos romanos e em alusão à empresa investigada - começaram em 2015 e o orgão apurou que a empresa havia sido condenada judicialmente à pena de proibição com o poder público em uma ação civil pública por ato de improbidade que teria sido praticado durante a gestão do ex-prefeito Ernan Amorin (PRTB), que renunciou ao cargo, assumindo em seu lugar o vice-prefeito Fábio Patrício Neto (PMDB).
O Ministério Público explica que as fraudes teriam continuado na gestão do vice envolvendo a mesma construtora, que teria celebrado contratos junto à prefeitura para a prestação de vários tipos de serviços, sendo que nos processos licitatórios ela geralmente era a única empresa a concorrer ou ser habilitada. De acordo com o MPRO, a situação é caracterizada como organização criminosa voltada à prática de crimes de falsidade ideológica, fraude à licitação e peculato.
No total, foram cumpridos quatro mandados de prisão temporária em Cujubim e em João Pessoa, incluindo o vice-prefeito, um vereador de Cujubim, um empresário e o engenheiro. Além das prisões, também foram cumpridos dez mandados de busca e apreensão em vários prédios, incluindo a construtora e a prefeitura, além de cinco ordens de suspensão temporária do exercício da função pública e quatro conduções coercitivas.

Fonte:G1
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.