Ricardo prestigia concerto especial com participação de mais de 100 alunos do Prima

O governador Ricardo Coutinho prestigiou, nesse domingo (31), o concerto especial do Programa de Inclusão Social através da Música e das Artes (Prima), realizado no Espaço Cultural José Lins do Rego, em João Pessoa.

Cerca de 120 alunos do Prima, de 12 polos espalhados pelo Estado, participaram do concerto que marcou a despedida do maestro Alex Klein da direção geral do projeto.

Ricardo acompanhou o concerto e ressaltou a importância do Prima como forma de dar oportunidades de inclusão social e desenvolvimento cultural para jovens de comunidades carentes.
“O Prima é algo transformador, capaz de dar um novo sentido à vida de crianças e jovens. Quando criamos o programa, tínhamos que escolher alguém com coragem, determinação, paixão pela música e pelas causas sociais. Veio então o Alex Klein. Esse maestro deu vida ao projeto e acreditou em um futuro melhor para os alunos. Agradeço o trabalho e empenho de Alex e de todos que aceitaram este desafio de tornar o Prima uma realidade. Hoje o projeto é reconhecido e dá muitos frutos. O Prima é mais que música, é cidadania. Que ele continue a crescer e ultrapassar cada vez mais barreiras”, enfatizou o governador.

O maestro Alex Klein recebeu homenagens dos alunos e uma comenda em reconhecimento ao trabalho exercido em prol da cultura paraibana. Ele lembrou que no início do projeto, em 2012, eram apenas 20 jovens inscritos e atualmente o Prima conta com cerca de 1.500 alunos.

“Foi uma satisfação muito grande fazer parte desse projeto que hoje leva música e cultura para 1.500 jovens de comunidades carentes da Paraíba. Voltarei aos Estados Unidos, para a Orquestra de Chicago, mas terei sempre um carinho enorme pelo Prima. Foi um desafio enorme, mas saio com a certeza de que através da música conseguimos levar cidadania, respeito e disciplina para crianças e jovens paraibanos. Agradeço o incentivo do Governo do Estado, que criou o Prima e deu todas as condições para que ele funcionasse e o empenho de todos que fazem parte deste projeto consolidado e respeitado por todos. O amor que tenho pelo Prima é igual o de pai para filho. Este é um projeto que muda vidas”, falou emocionado.

O Prima será dirigido pela flautista e maestrina Priscila Santana que atuou em um dos maiores núcleos do Neojiba (Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia), projeto semelhante ao Prima, na Bahia.

“Amo trabalhar em projetos sociais, porque acredito no poder transformador da música. Sei o quanto é ruim passar por preconceitos por causa das condições socioeconômicas, já que sofri com isto. Quero mostrar para estes jovens que podemos ser o que quisermos, basta segurarmos as oportunidades e termos dedicação. Vou dar o meu melhor na continuidade deste belo trabalho do maestro Alex Klein no Prima”, disse.

Para o secretário de Cultura, Lau Siqueira, “o Prima vem mostrando seu valor por si mesmo, já recebendo reconhecimento nacional, como um programa que resgata e dá oportunidades para jovens paraibanos terem um futuro melhor”.

O maestro José Carlos representou os coordenadores dos polos do Prima no Estado e destacou: “Esse programa só dá certo pelo incentivo do governador, que criou esta ação tão promissora e também graças à dedicação da equipe e, em especial, do Alex Klein, que foi um verdadeiro pai para estes jovens. É difícil a despedida, mas daremos continuidade a este programa tão lindo”.

A jovem Isabele Rayane é aluna do Prima em Cajazeiras e falou que os ensinamentos do projeto vêm trazendo conquistas para sua vida.

“Além da música, aprendi a ter disciplina e buscar meus objetivos. Já passei em vários vestibulares, graças ao incentivo dos professores e coordenadores do projeto. Sou muito grata a tudo que o Prima fez em minha vida”, agradeceu.

“Moro em Catolé do Rocha e conhecer o Prima foi uma das melhores coisas que me aconteceu. Nunca imaginei tocar numa orquestra e hoje me sinto realizada. A música aliada ao conhecimento escolar faz com que a gente tenha mais perspectivas de futuro”, falou a aluna Letícia Bezerra.

Já Samuel Ferreira disse que por meio do Prima aprendeu vários instrumentos e que sonha em ser maestro.

“Antes de conhecer o programa eu não sabia nem o que era um instrumento musical, nunca achei que seria capaz de tocar alguma coisa. Agora tudo mudou, eu amo a música e tenho o desejo de ser um grande maestro. Agradeço ao governador por acreditar no Prima e ao Alex Klein por todos os ensinamentos”, concluiu.

O projeto Prima começou em março de 2012, na cidade de Cabedelo, com o objetivo de criar orquestras em comunidades de vulnerabilidade social, por meio de ações de resgate e inclusão de adolescentes, usando a música como ferramenta educacional. Atualmente, o programa conta com 1.500 inscritos, distribuídos em 12 polos.

Entre as cidades contempladas pelo projeto, além de João Pessoa, estão Patos, Catolé do Rocha, Itaporanga e Cajazeiras, no Sertão do Estado; Guarabira, no Brejo; em Campina Grande, Agreste paraibano, e em cidades como Cabedelo, Bayeux e Santa Rita.

FONTE:  Secom/PB
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.