Polícia acompanha velório de mulher assassinada em JP; família diz que está ameaçada

Policiais militares acompanham, desde a noite dessa terça-feira (9), o velório da dona de casa Wilma Nascimento, de 37 anos, baleada na segunda-feira (8), no bairro Jardim Veneza, em João Pessoa. A ação busca garantir a segurança dos familiares da vítima, que foi morta por traficantes que atuam na comunidade Porto do Capim. Uma viatura também vai acompanhar o cortejo fúnebre e o sepultamento.

De acordo com apuração do jornal Correio da Paraíba, a ordem para o assassinato teria partido de um detento da Penitenciária Dr. Romeu Gonçalves de Abrantes (PB1), em Jacarapé. O resto da família de Wilma vive sob constantes ameaças. O motivo, segundo a polícia, seria envolvimento dos três filhos dela com o tráfico de entorpecentes. A vítima, por sua vez, não teria relação com a atividade ilegal. 

Dois deles estão detidos: um de 17 anos está no Centro Educacional de Jovens (CEJ) e o outro, de 19, no Presídio do Roger. O único filho de Wilma em liberdade sofreu tentativa de homicídio na semana passada. Ele é deficiente e conversava com um amigo, que acabou sendo atingido e morto.

Até a publicação desta matéria, os executores do crime não tinham sido presos.  A polícia recebeu informações de que os criminosos estariam planejando invadir o velório de Wilma Nascimento para matar o filho, por isso decidiu acompanhar o rito. 

Fone:Portal Correio
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.