Perícia descarta falha mecânica em veículo que matou estudante em acidente na Capital

Foi concluída nessa terça-feira (30) a perícia no veículo Hilux, que provocou o acidente no bairro do Rangel, em João Pessoa, no dia 25 deste mês, culminando com a morte da estudante Renata Rocha Fernandes, de 14 anos, e deixando um jovem de 18 anos ferido. Conforme o laudo, que o Portal Correio teve acesso com exclusividade, a caminhonete não apresentou falha mecânica.

No documento assinado pelo perito Robson Félix, engenheiro mecânico do setor forense do Instituto de Polícia Científica da Paraíba (IPC-PB), consta que os peritos examinaram os sistemas de freios, direção, pneus e suspensão e constataram que todos os equipamentos estavam em perfeito estado de funcionamento.

“A hipótese de falha mecânica foi descartada completamente, depois que todos os componentes do veículo foram periciados. Foi feita a perícia do acidente de trânsito no local, no dia do ocorrido, e isso será determinante para a causa do acidente, que provocou a morte da estudante”, falou Robson Félix.

Veículo foi periciado pelo IPC

Ouvido pelo Portal Correio, o perito Wagner Sales, responsável pelo levantamento no local do acidente, disse que está trabalhando nos vestígios e que o laudo final será divulgado em 30 dias, a partir do registro da ocorrência. O especialista resumiu dizendo que “a única coisa que pode adiantar é que a falha mecânica no veículo foi descartada”.

Segundo o delegado Deusdete Leitão, titular da Delegacia de Acidente de Trânsito de João Pessoa, o inquérito está na fase de colhimento de depoimento.

“Já ouvimos os familiares das vítimas e estamos fazendo as oitivas dos moradores do local do acidente. Estou esperando o resultado dos laudos para fechar o inquérito e remeter à Justiça. A motorista da caminhonete se apresentou na Central de Flagrantes, no bairro do Geisel, prestou depoimento e foi liberada. Ela poderá, em tese, responder por homicídio culposo, quando não intenção de matar, sujeita a pena de dois a quatro anos de prisão”, explicou o delegado.

Entenda o caso

A adolescente morreu atropelada após a motorista de um carro perder o controle e avançar com o veículo sobre a calçada por onde a vítima caminhava. A motorista parou para prestar socorro, mas a adolescente morreu no local. Um jovem de 18 anos que estava com a vítima ficou ferido e foi socorrido para o Hospital de Trauma da Capital, onde segue em observação da Ortopedia e Neurologia, com quadro clínico regular, consciente e orientado.

A mulher foi à Central de Flagrantes da Polícia Civil, no bairro do Geisel, em João Pessoa, onde prestou depoimento e foi liberada. Segundo a polícia, ela não estava bêbada e explicou que perdeu o controle do carro ao ser trancada por outro motorista que ela não conseguiu identificar.

Fonte:Portal Correio
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.