Médico do Samu na PB diz ter sido ameaçado por parente de paciente

Um atendimento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) na cidade de Sousa, no Sertão paraibano, terminou na delegacia de Polícia Civil, depois que um médico da instituição foi ameaçado por parentes de uma paciente madrugada desta quarta-feira (17). Segundo a Polícia Civil, as ameaças teriam ocorrido depois de um atraso no atendimento.

O caso ocorreu por volta de 1h, quando o médico acionou a polícia informando que estava sendo ameaçado pelo sobrinho de uma paciente, de 55 anos, vítima de uma Aidente Vascular Cerebral (AVC), que precisava de atendimento no bairro Estação.
Depois de um atraso no atendimento, o parente foi até a sede do Samu e teria feito as ameaças.
Ainda de acordo com a Polícia Civil, em depoimento o médico explicou que durante a solicitação, não foram repassadas todas as informações sobre a vítima e o local e a ligação foi encerrada. Também na delegacia, o homem suspeito das ameças disse que teria tentado ligar novamente para o Samu, mas as ligações não teriam sido atendidas.
Conforme a Polícia Civil, depois que o médico acionou a polícia, a equipe médica foi até o local escoltada por policiais. Ao chegar, o Samu encontrou a paciente já sem vida. O médico e o parente da vítima foram ouvidos na delegacia e liberados e o caso está sendo acompanhado pela Polícia Civil. A equipe de investigação destacou ainda que a mulher já teria sido atendida durante a tarde da terça-feira (16) e tinha estado de saúde delicado.

Fonte:G1
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.