Justiça mantém prisão do suspeito de assassinar a estudante Rebeca na PB

Foi prorrogada por mais trinta dias a prisão temporária do padrasto da estudante Rebeca Cristina Alves, suspeito de assassiná-la em 2011. O suspeito foi preso no dia 22 de julho após o juiz do 1º Tribunal do Juri Antônio Majora decretar a prisão temporária do homem.

Rebeca Cristina tinha 15 anos quando foi abusada sexualmente e assassinada em 11 de julho de 2011, quando fazia o trajeto entre a casa da família e o colégio que estudava, em Mangabeira VIII, na Zona Sul de João Pessoa. O corpo da estudante foi encontrado com várias marcas de disparos de arma de fogo, em um matagal na Praia de Jacarapé, no Litoral Sul da Paraíba.
De acordo com o delegado Glauber Fontes, que coordena o inquérito que apura o homicídio da estudante Rebeca, a prorrogação foi solicitada pela Polícia Civil, Ministério Público e 1º Tribunal do Júri para dar continuidade às investigações. Essas apurações “certamente vão ajudar no esclarecimento do caso e dar robustez ao inquérito policial”, disse.

Fonte:G1
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.