Justiça condena à prisão réus suspeitos de matar casal em casamento, na PB

Dois dos seis réus acusados de envolvimento na morte de um casal durante um casamento em Campina Grande foram condenados a prisão, nesta quinta-feira (18), durante julgamento por júri popular realizado no Fórum Afonso Campos, em Campina Grande. O réu suspeito de atirar contra o casal teve condenação de 42 anos de prisão e o outro, que teria intermediado o crime e fornecido carona ao atirador, foi condenado há 37 anos e quatro meses.

A sessão de julgamento teve início pela manhã, às 9h. O júri, presidido pelo juiz Falkandre Queiroz, começou com o interrogatório do réu que teria dirigido o carro para dar fuga ao acusado de efetuar os disparos que mataram o casal. O fato aconteceu no dia 29 de março de 2014.

Sete pessoas participaram do júri popular, sendo seis homens e uma mulher. Tanto o Ministério Público da Paraíba (MPPB) como os dois assistentes de acusação e a defesa dispensaram os depoimentos das testemunhas.

Já o homem tido como mentor intelectual do crime, que era o noivo do casamento, deve ir a julgamento apenas no dia 30 deste mês, já que teve o processo desmembrado após mudar de advogado.

Entenda o caso

O crime aconteceu no dia 29 de março de 2014 quando o casal estava deixando a festa de casamento e foi surpreendido por dois homens no estacionamento de uma casa de recepções onde ocorria a festa. 

Durante a ação, o homem foi atingido com um tiro no pescoço e a mulher com um disparo na cabeça, segundo o relatório policial. Os dois morreram no local do crime.

Fonte:Portal Correio
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.