Conselho constata más condições em unidade prisional na Paraíba

Uma visita realizada pela Conselho Estadual dos Direitos Humanos da Paraíba (CEDH) constatou más condições de estrutura uma unidade prisional no Agreste da Paraíba. A inspeção aconteceu no dia 11 de julho de 2016 no Presídio Regional Vicente Claudino de Pontes e na Penitenciária João Bosco Carneiro, ambas em Guarabirae verificou problemas na estrutura do presídio regional.

O G1 entrou em contato com a Secretaria de Administração Penitenciária da Paraíba e foi informado que o posicionamento a respeito do relatório vai ser enviado por email. Até as 11h05 não houve retorno.
De acordo com o relatório, os presos do presídio regional reclamaram da falta de estrutura adequada, da truculência dos agentes penitenciários que, segundo os relatos, chegam a agredir os detentos com lâminas de facão e atiram dentro das celas para assustar os apenados. Nesta unidade, há 97 presos no regime fechado, 30 no regime aberto, 48 no semiaberto e dois recolhidos em uma cela isolada, incluindo um com problemas mentais.
Já na Penitenciária João Bosco Carneiro, que tem 337 internos, o CEDH constatou boa conservação da estrutura. As reclamações ficam por conta do andamento dos processos judiciais. Presos afirmaram que alguns não têm direito a audiência e nem acesso aos defensores públicas. Ainda há queixas sobre a alimentação.
No relatório, o Conselho dá algumas recomendações ao Governo do Estado, como a reforma das instalações do Presídio Regional de Guarabira, separação de presos provisórios e definitivos, melhora na alimentação, investigação das denúncias de maus-tratos e outras providências.

Fonte:G1
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.