Vítima baleada durante assalto na Paraíba está paraplégica, diz médico

A representante comercial de 31 anos que foi baleada após reagir a um assalto está paraplégica. A informação foi confirmada pelo neurocirurgião Marcos Wagner, do Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, onde a mulher está internada. O caso aconteceu no último dia 14 de julho, na cidade de Esperança, no Brejo paraibano. Um adolescente foi apreendido, segundo a polícia.

De acordo com o médico, um dos tiros atingiu a coluna da mulher, o que provocou um choque na medula, comprometendo os movimentos das pernas dela.
“No momento ela está paraplégica. A medula está inflamada pela lesão provocada pela arma de fogo. Ela está sendo medicada e fazendo fisioterapia hospitalar”, disse Marcos Wagner.
Ainda de acordo com o médico, ainda não é possível saber se a vítima vai conseguir recuperar os movimentos nas pernas. “É preciso esperar alguns dias, ou até meses para saber se a mulher vai conseguir voltar ao normal. Ela está sendo medicada e tem aceitado bem o tratamento. Isso ajuda bastante”, explicou o neurocirurgião.
Um adolescente de 14 anos foi apreendido na segunda-feira (18) como suspeito de ter atirado na representante comercial. De acordo com informações de parentes à Polícia Militar, a vítima caminhava em um local chamado Campo da Rodoviária, em Esperança, quando foi abordada. Os homens anunciaram o assalto, a mulher correu e os suspeitos atiraram, atingindo as costas da vítima. Após os disparos, os criminosos ainda pegaram o celular e fugiram.

Fonte:G1
G1 - Vítima baleada durante assalto na Paraíba está paraplégica, diz médico - notícias em Paraíba
19/07/2016 17h04 - Atualizado em 19/07/2016 17h05

Vítima baleada durante assalto na Paraíba está paraplégica, diz médico

Mulher de 31 anos foi ferida na coluna após reagir a assalto, em Esperança.
Médico disse que ainda não sabe se ela vai recuperar movimentos.

Do G1 PB
A representante comercial de 31 anos que foi baleada após reagir a um assalto está paraplégica. A informação foi confirmada pelo neurocirurgião Marcos Wagner, do Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, onde a mulher está internada. O caso aconteceu no último dia 14 de julho, na cidade de Esperança, no Brejo paraibano. Um adolescente foi apreendido, segundo a polícia.
De acordo com o médico, um dos tiros atingiu a coluna da mulher, o que provocou um choque na medula, comprometendo os movimentos das pernas dela.
“No momento ela está paraplégica. A medula está inflamada pela lesão provocada pela arma de fogo. Ela está sendo medicada e fazendo fisioterapia hospitalar”, disse Marcos Wagner.
Ainda de acordo com o médico, ainda não é possível saber se a vítima vai conseguir recuperar os movimentos nas pernas. “É preciso esperar alguns dias, ou até meses para saber se a mulher vai conseguir voltar ao normal. Ela está sendo medicada e tem aceitado bem o tratamento. Isso ajuda bastante”, explicou o neurocirurgião.
Um adolescente de 14 anos foi apreendido na segunda-feira (18) como suspeito de ter atirado na representante comercial. De acordo com informações de parentes à Polícia Militar, a vítima caminhava em um local chamado Campo da Rodoviária, em Esperança, quando foi abordada. Os homens anunciaram o assalto, a mulher correu e os suspeitos atiraram, atingindo as costas da vítima. Após os disparos, os criminosos ainda pegaram o celular e fugiram.
veja também
4
comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
 
recentes
populares
recentes
populares
  • Regis Silva
    há 14 horas  
    Tem que pedir explicações a esse governo da paraiba. Já que ele sabe da situação de INSEGURANÇA ALARMANTE e nada faz para resolver.
    • Edson Santos
      há 3 horas  
      O grande problema é que os pais não sabem educar seus filhos e Estado está enxugando gelo.
     
  • Kemps Lima
    há 17 horas
    Esperança não tem segurança, essa gestão se preocupe em comprar prédios em João Pessoa, cadê o MPF?
     
  • Fabio Silva
    há 17 horas
    O Brasil precisa de cadeira elétrica, para esses vermes !!!
     
emailfacebookgooglepluspinteresttwitterwhatsapp
emailfacebookgooglepluspinteresttwitterwhatsapp
emailfacebookgooglepluspinteresttwitterwhatsapp
emailfacebookgooglepluspinteresttwitterwhatsapp
emailfacebookgooglepluspinteresttwitterwhatsapp
emailfacebookgooglepluspinteresttwitterwhatsapp
emailfacebookgooglepluspinteresttwitterwhatsapp
19/07/2016 17h04 - Atualizado em 19/07/2016 17h05

Vítima baleada durante assalto na Paraíba está paraplégica, diz médico

Mulher de 31 anos foi ferida na coluna após reagir a assalto, em Esperança.
Médico disse que ainda não sabe se ela vai recuperar movimentos.

Do G1 PB
A representante comercial de 31 anos que foi baleada após reagir a um assalto está paraplégica. A informação foi confirmada pelo neurocirurgião Marcos Wagner, do Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, onde a mulher está internada. O caso aconteceu no último dia 14 de julho, na cidade de Esperança, no Brejo paraibano. Um adolescente foi apreendido, segundo a polícia.
De acordo com o médico, um dos tiros atingiu a coluna da mulher, o que provocou um choque na medula, comprometendo os movimentos das pernas dela.
“No momento ela está paraplégica. A medula está inflamada pela lesão provocada pela arma de fogo. Ela está sendo medicada e fazendo fisioterapia hospitalar”, disse Marcos Wagner.
Ainda de acordo com o médico, ainda não é possível saber se a vítima vai conseguir recuperar os movimentos nas pernas. “É preciso esperar alguns dias, ou até meses para saber se a mulher vai conseguir voltar ao normal. Ela está sendo medicada e tem aceitado bem o tratamento. Isso ajuda bastante”, explicou o neurocirurgião.
Um adolescente de 14 anos foi apreendido na segunda-feira (18) como suspeito de ter atirado na representante comercial. De acordo com informações de parentes à Polícia Militar, a vítima caminhava em um local chamado Campo da Rodoviária, em Esperança, quando foi abordada. Os homens anunciaram o assalto, a mulher correu e os suspeitos atiraram, atingindo as costas da vítima. Após os disparos, os criminosos ainda pegaram o celular e fugiram.
veja também
4
comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
 
recentes
populares
recentes
populares
  • Regis Silva
    há 14 horas  
    Tem que pedir explicações a esse governo da paraiba. Já que ele sabe da situação de INSEGURANÇA ALARMANTE e nada faz para resolver.
    • Edson Santos
      há 3 horas  
      O grande problema é que os pais não sabem educar seus filhos e Estado está enxugando gelo.
     
  • Kemps Lima
    há 17 horas
    Esperança não tem segurança, essa gestão se preocupe em comprar prédios em João Pessoa, cadê o MPF?
     
  • Fabio Silva
    há 17 horas
    O Brasil precisa de cadeira elétrica, para esses vermes !!!
     
emailfacebookgooglepluspinteresttwitterwhatsapp
emailfacebookgooglepluspinteresttwitterwhatsapp
emailfacebookgooglepluspinteresttwitterwhatsapp
emailfacebookgooglepluspinteresttwitterwhatsapp
emailfacebookgooglepluspinteresttwitterwhatsapp
emailfacebookgooglepluspinteresttwitterwhatsapp
emailfacebookgooglepluspinteresttwitterwhatsapp
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.