Trabalhadores da Chesf entram em greve em João Pessoa, Campina e Coremas

Os trabalhadores da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf), lotados em Campina Grande, João Pessoa (Mussuré) e Coremas, entraram em greve por tempo indeterminado, nesta segunda-feira (11). O motivo, segundo a categoria, foi suspensão unilateral, por parte da direção da Eletrobras, das negociações do Acordo Coletivo de Trabalho 2016/2018 e do PLR 2015.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Na semana passada, a categoria já havia cruzado os braços em paralisação de 72 horas contra a última proposta apresentada pela Eletrobras, que oferece um reajuste de 5%.

De acordo com a categoria, na paralisação que ocorreu em todo o país nos dias 4, 5 e 6 de julho, com adesão das 17 empresas que compõem o Sistema Eletrobras, cinco dirigentes sindicais chegaram a ser algemados e presos na frente da sede da empresa, no Rio de Janeiro.

"Mediante a posição intransigente do grupo Eletrobras, os trabalhadores por todo o país já se mobilizam para ter seus direitos garantidos e não retroceder na pauta de reivindicações. Em Campina Grande, desde as primeiras horas desta segunda, os trabalhadores já cruzaram os braços", disse Adriano Teixeira, presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Industrias Urbanas da Paraíba (STIUPB).

A Eletrobras informou que está conduzindo a negociação do Acordo Coletivo de Trabalho de forma a buscar uma solução que atenda aos anseios dos empregados, dentro das atuais condições econômico-financeiras da empresa. No entanto, ainda não foi encontrada uma solução financeiramente viável para o acordo.

Sobre trabalhadores algemados, a empresa lamentou. "A Eletrobras lamenta profundamente a detenção dos dirigentes sindicais. A companhia reitera o respeito ao direito de greve de seus empregados e a posição de não aceitar qualquer ato que impeça o acesso à empresa daqueles que desejem trabalhar".

A empresa esclareceu ainda que, como em toda greve, há a garantia de um contingente mínimo de trabalhadores para a manutenção dos serviços essenciais ao fornecimento de energia elétrica.

Fonte:Portal Correio
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.