Suspeito de participar de latrocínio de empresário na Paraíba era foragido

Um dos detidos pela polícia suspeito de participar no latrocínio do empresário Marconi Moraes, morto no último dia 11 durante uma troca de tiros em uma agência bancária no bairro do Bessa, em João Pessoa, era foragido do sistema prisional e já tinha uma pena de 38 anos a ser cumprida. De acordo com a polícia, ele já havia cumprido 23 anos em regime fechado, passou para o regimesemiaberto e em seguida se tornou foragido do sistema prisional.
Segundo a polícia, o homem, que foi preso quando estava no bairro São José, na capital, pretendia fugir para outro estado. Ele e outro suspeito do crime foram apresentados na manhã desta terça-feira (19). O outro suspeito detido foi preso enquanto trabalhava como porteiro em um condomínio no bairro do Cabo Branco, também em João Pessoa. Segundo a Polícia Civil, ele foi conduzido para a Central de Polícia.

No último dia 13, a Polícia Civil apresentou, durante uma entrevista coletiva, outras três pessoas suspeitas do crime, entre elas o frentista do posto de combustíveis que pertencia à vítima. Ele foi apontado pela polícia como o responsável por passar informações privilegiadas para os suspeitos do latrocínio. No dia do crime, o quarto suspeito envolvido, conhecido como Edgley, acabou sendo baleado e morreu no local.

Imagens mostram ação
As imagens de câmeras de segurança da agência bancária em que o crime aconteceu mostram o momento em que a vítima foi abordada por três homens. Nas imagens, divulgadas pela polícia, Marcone desce do carro e, quando passava pela porta da agência, é abordado por um homem e os dois lutam. O empresário consegue reagir, atira e mata o agressor. Outro agressor atira no empresário e foge em seguida.
Marcone Morais foi atingido por dois tiros no tórax e chegou a ser socorrido para o hospital de Emergência e Trauma da capital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Os corpos do empresário e do suspeito foram levados para a Gemol, onde foram periciados.

Fonte:G1
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.