Polícia da PB vai abrir inquérito para investigar confronto entre torcidas

A Polícia Civil vai abrir um inquérito para investigar um confronto entre torcidas organizadas dos times de futebol Asa, de Arapiraca, estado de Alagoas, e do Botafogo da Paraíba registrado no domingo (10), em João Pessoa. Segundo o superintendente regional da Polícia Civil, Marcos Paulo Vilela, os 40 torcedores que foram detidos no domingo não foram autuados em flagrante por não haver elementos que indicassem os crimes que eles cometeram.
A confusão aconteceu próximo ao estádio Almeidão e 40 torcedores foram detidos para prestar esclarecimentos. Logo após os depoimentos, 39 torcedores foram liberados. Somente um torcedor permaneceu detido na Central de Polícia porque foi constatado que existia um mandado de prisão por homicídio em aberto contra ele. Marcos Paulo não soube informar se ele permanece preso.
O delegado Marcos Paulo explicou que um torcedor do Asa e outro do Botafogo chegaram à delegacia com lesões corporais leves. Porém, nem eles nem a Polícia Militar conseguiram apontar os responsáveis pelas lesões. Além disso, apenas torcedores do Asa foram detidos, o que desconfigura o crime de rixa.
“O inquérito vai investigar a conduta de cada um e, principalmente, as lesões corporais. Mas não houve flagrante”, esclareceu Marcos Paulo.
Três torcedores do Asa foram atingidos por pedradas na cabeça e socorridos pelo Samu. O vidro lateral do ônibus dos alagoanos foi quebrado por uma pedra e a viatura da PM que fazia a escolta também foi atingida por um pedra, que acertou o sargento Barlavento, sem gravidade.
A polícia acredita que a briga entre as torcidas havia sido previamente marcada pelas redes sociais e por isso o ônibus dos alagoanos recebia escolta de uma viatura da PM. Um dos torcedores feridos na cabeça admitiu a constatação da PM, quando estava sendo atendido no local. Em poucos minutos, cerca de 15 viaturas chegaram ao local e todos os 40 integrantes da torcida foram detidos ainda às margens da BR-230.

Fonte G1
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.