Órgãos vão fiscalizar água transportada para hemodiálise em Campina

A promotora de Justiça da Saúde de Campina Grande, Adriana Amorim, em entrevista concedida na manhã de hoje (19), comentou sobre a questão do abastecimento parcial dos hospitais da cidade por carros-pipa, devido ao racionamento d’água da rede.

Uma das maiores preocupações da Saúde no momento é a água que será usada para o serviço de hemodiálise, que precisa ser garantida em quantidade, além de estar apropriada para o serviço.

Adriana (foto) garantiu que a água só será transportada para os hospitais com a inspeção e monitoramento do líquido e dos carros-pipa, que será feita pela Vigilância Sanitária do município.

Rossandra Oliveira, gerente do Serviço de Vigilância Ambiental na cidade, reiterou a fala da promotora e afirmou que o órgão vai avaliar, junto com a Vigilância Sanitária, a qualidade da água e dos transportes utilizados no translado.

Ela contou que, até agora, a água usada no serviço de hemodiálise de Campina Grande foi apontada como satisfatória nos relatórios.

*As informações foram veiculadas na rádio Correio FM.

FONTE:Paraiba Online
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.