Justiça na PB mantém condenação de empresário por calúnia a governador

Na manhã desta terça-feira (19), a Câmara Criminal Especializada do Tribunal de Justiça da Paraíba decidiu manter a condenação do homem que havia relatado, em 2011, suposto desvio de verbas na Prefeitura de João Pessoa. A condenação do empresário é de um ano e quatro meses de detenção, pelo crime de calúnia contra o atual governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, que era prefeito da capital na época das denúncias.

O caso aconteceu em janeiro de 2010, quando a empresa do qual o empresário era proprietário venceu uma licitação para fornecer livros para o executivo municipal, mas não recebeu o pagamento, de R$ 2,3 milhões. A denúncia do empresário foi feita na Revista Época e na internet, o que caracterizou os crimes de calúnia e difamação.
O réu informou, em entrevista para a Revista Época e em videos veiculados no Youtube, que durante o processo de licitação ele foi representado por Pietro Harley Dantas Félix, representante da empresa que venceu a licitação. Pietro teria recebido o pagamento de R$ 2,3 milhões e entregue uma parte ao grupo político do governador, de acordo com as informações que foram divulgadas pelo réu em 2011.

Fonte:G1
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.