Gari da Paraíba faz sucesso após criar 'paredão de celular' com reciclagem

Um gari da cidade de Aparecida, no Sertão paraibano, está fazendo sucesso na internet após inventar um “paredão de som” para celulares. A invenção do paraibano é feita com materiais reciclados e consegue ampliar o som do altofalante do aparelho, sem a necessidade de bateria extra ou energia. O vídeo mostrando a invenção já teve mais de 2 milhões de acessos até esta segunda-feira (25).
O criador do amplificador, Giorggio Abrantes, trabalha como gari na cidade de Apareceida há cinco anos e está sempre coletando materiais recicláveis. Em casa, ele fabrica vassouras com garrafas pet e foi com as sobras da produção das vassouras que ele teve a ideia de criar o “paredão de som”, utilizando a parte de cima da garrafa que, ao ser cortada, tem forma de funil.

“Eu peguei um funil desse e coloquei no altofalante do meu celular e percebi que o som aprimorou. Ficou mais alto. Eu pensei, peguei duas conexões [tubos de cano], fiz com dois [funis de garrafa pet], coloquei no celular e o som ficou mais alto. Depois eu fiz com quatro funis” explica o gari. Após perceber que ideia deu certo, Giorggio levou a invenção para mostrar aos amigos. Um deles filmou a demonstração do “paredão de som” e colocou nas redes sociais.
O vídeo começou a ter centenas de acessos e já ultrapassou a marca das 2 milhões de visualizações. Na cidade, alguns moradores já estão pagando para que o gari fabrique “paredões de celulares” para eles. “Mudou minha vida para melhor. Têm pessoas que me pedem autógrafo”, frisa o gari.
O professor de física Yvaldi Barret, explicou como a invenção e os materiais conseguem ampliar o som. “Colocando os canos e cones, usando garrafa pet, ele criou uma coisa chamada guia de onda. Esse guia canaliza o ar para que a onda possa partir desde o altofalante até a saída do cone, que faz a propagação. Isso acontece porque o som consegue uma massa de ar maior”, explicou o professor, frisando que o mesmo acontece com instrumentos musicais como trompetes e cornetas. O ganho de som é estimado entre 20% e 30%.
Convivendo diariamente com os materiais que encontra na rua, o gari Giorggio Abrantes destaca a importância da reciclagem. “Demora muito tempo para uma garrafa se decompor. Então qualquer forma que a gente achar de fazer alguma coisa com ela já é uma utilidade”, disse ele.

Fonte:G1
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.