Falso corretor é preso suspeito em golpes de R$ 700 mil na venda de imóveis, na Grande JP

Um homem de 28 anos foi preso, na tarde desta quarta-feira (6), em João Pessoa, suspeito de se passar por um corretor de imóveis e vender ilegalmente três casas que, somados os valores de cada uma, resultaram em golpes com quantia aproximada de R$ 700 mil. 

De acordo com o delegado Lucas Sá, da Delegacia de Defraudações de João Pessoa (DDF), os imóveis negociados ilegalmente ficam nos bairros dos Bancários e Jardim Cidade Universitária, na Capital, e no município de Cabedelo, na Grande João Pessoa. 

O suspeito levava as vítimas para os imóveis, que já haviam sido negociados anteriormente por outras pessoas, e, sem que as vítimas soubessem que as casas já haviam sido vendidas, as convencia de que o investimento era viável.

“As vítimas confiaram no suspeito, na documentação apresentada e se interessaram pelos imóveis, cumprindo com toda a negociação e pagando integralmente os valores firmados. No entanto, em face da demora na transferência dos imóveis e das informações contraditórias apresentadas pelo suspeito, as vítimas passaram a procurar referências sobre ele e descobriram que ele não seria corretor de imóveis e que teria negociado os imóveis sem a autorização ou conhecimento de seus proprietários”, informou a polícia.

Ainda segundo o delegado, mesmo sendo descoberto, o suspeito se negava a devolver os valores pagos pelas vítimas. 

“A DDF descobriu que o suspeito negociava imóveis em João Pessoa há pelo menos um ano, de maneira que pode ter lesado diversas outras pessoas. Ele chegou a anunciar alguns imóveis em sites de vendas, em negociações ocorridas anteriormente. Descobriu-se ainda que o suspeito já foi autuado pela fiscalização do Conselho Regional dos Corretores de Imóveis da Paraíba (Creci-PB) por exercício ilegal da função de corretor de imóveis”, disse o delegado.

O suspeito foi encontrado pela polícia enquanto caminhava em uma rua no bairro do Bessa. Preso em flagrante, o homem foi levado para a Central da Polícia Civil e responderá pelos crimes de estelionato e exercício ilegal da profissão de corretor de imóveis.

Fonte:Portal Correio
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.