Santos dá olé no São Paulo e vence Clássico da Paz

Na Vila Belmiro ou no Pacaembu, o Santos é sempre muito forte quando atua diante da sua torcida. Foi assim também neste domingo (26), na capital paulista. O time dominou o São Paulo desde o primeiro minuto e venceu por 3 a 0 sem lá muita dificuldade, pela 12ª rodada da competição, naquele que já ficou conhecido como o Clássico da Paz.

As duas equipes chegaram no mesmo ônibus ao Pacaembu. Segundo relato dos jogadores e as fotos nas redes sociais dos clubes, o clima era amistoso rumo ao estádio. A ironia ficou nas arquibancadas limitadas aos torcedores santistas. Por decisão da Federação Paulista de Futebol, da Promotoria do Estado de São Paulo, da Secretaria de Segurança Pública e da Polícia Militar, os clássicos na capital serão disputados com torcida única até pelo menos o final do ano.

O placar deixou o Santos na cola dos líderes Palmeiras e Internacional, que perderam na rodada. O Peixe agora soma 19 pontos e ocupa a terceira colocação. O São Paulo permanece com 15 pontos.

Ao seu melhor estilo, o Santos marcou logo no primeiro minuto de jogo. Lucas Lima, com muita vontade em sua volta, ganhou uma bola no meio de campo e ligou o contra-ataque rápido. Thiago Maia chutou, Denis errou no rebote e a bola se apresentou para Vitor Bueno só completou para as redes.

Com tantos jovens em campo, em uma tentativa de poupar a equipe principal para a semifinal da Libertadores na semana que vem, o time do técnico Edgardo Bauza acusou demais o golpe nos minutos iniciais e só reequilibrou as coisas nos chutes de longa distância de Ytalo e Luiz Araújo.

Antes do fim do primeiro tempo, o castigo para quem não tem poder de definição. Victor Ferraz cruzou na área, a zaga do São Paulo não afastou e o recém-contratado Rodrigão marcou o seu e fez a festa dos torcedores no Pacaembu.

Na volta do intervalo, a postura do Tricolor foi até mais condizente com um clássico. O experiente Lugano teve pelo menos duas chances de cabeça, mas não conseguiu concluir com eficiência. Nem mesmo as substituições do técnico Bauza surtiram tanto efeito. Do outro lado, mais uma vez na base do contra-ataque, o Peixe mostrava seu bom futebol e envolvia o adversário rumo ao fim do jogo.

Já nos acréscimos, o terceiro gol de quem dominou a partida do início ao fim. Lucas Lima, em linda cobrança de falta, fez o terceiro gol do Peixe. Lugano acabou expulso por reclamação.

Para não dizer que o clássico foi inteiramente de paz, Hudson e Lucas Lima se envolveram em uma pequena confusão na lateral do campo. O árbitro Raphael Claus puniu os dois com cartão amarelo. O "olé" vindo das arquibancadas irritou os são-paulinos e gerou algumas entradas mais duras até o apito final.

O próximo compromisso do Santos é contra o Grêmio, em Porto Alegre. Também na quarta-feira (29), o São Paulo recebe o Fluminense — só na próxima quarta (6), o Tricolor enfrenta o Atlético Nacional-COL, também no Morumbi.

Fonte:Portal Correio
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.