Hospital de Trauma de Campina Grande atende 11 queimados

Onze pessoas foram atendidas vítimas de queimaduras provocadas por fogueiras e fogos de artifício  no Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes, em Campina Grande, no Agreste paraibano, entre a noite desta quinta-feira (23) e o fim da tarde desta sexta-feira (24). Os dados foram informados pelo hospital, que já confirma 23 entradas por queimaduras durante este mês de junho. O número é o mesmo do ano passado, no mesmo período. O Hospital de Trauma de João Pessoa não divulgou balanço.

As vítimas atendidas são crianças e adultos de Campina Grande e também de outras do interior do Estado. O pescador Abelardo Alves, 54 anos, da cidade de Aroeiras, por exemplo, ficou ferido depois que uma bomba explodiu na mão dele.
“Eu tinha soltado duas bombas e fui soltar outra. Aí a outra estourou na minha mão”, disse ele.
Já Francisco Clemente nunca havia soltado fogos de artifício até a noite desta quinta-feira (23), quando um foguetão explodiu na mão direita e decepou parte de um dedo dele. “Todo mundo na folia lá, brincando, chegou a hora dos fogos, de repente fomos soltar lá aconteceu isso”, disse Francisco Clemente.
Na manhã desta sexta-feira (24), Daniel Ferreira precisou levar o filho Guilherme para o hospital, depois que a criança de 2 anos caiu por cima das brasas de uma fogueira. “Ele tropeçou em um tijolo e caiu. A sorte é que ele ainda estava com um blusão. Aí minha filha levantou ele rápido, porque se tivesse demorado mais tinha acontecido coisa pior”, disse o pai.
A coordenadora da ala de queimados do Hospital de Trauma de Campina Grande, Xênia Queiroz, disse que a principal dica é manter sempre a vigilância. “A nossa campanha é de prevenção e o que a gente orienta é sempre isso”, disse ela.
Lei Municipal
Em Campina Grande, uma lei municipal proíbe acender fogueiras em asfalto e em até 200 metros de distância de qualquer estabelecimento público ou privado de uso coletivo, como hospitais, clínicas, aeroporto e locais de atendimento a pessoas.

Fonte:G1
Compartilha via Whatsapp

Sobre Hugo Freitas

O AGORAPB O SEU PORTAL DE NOTÍCIAS
    Comentário via Blogger
    Comentário via facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os leitores que quiserem fazer algum comentário, devem estar logados no facebook, clicar em Like e escrever na caixa de texto que se abrirá automaticamente.