ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Provas de nível superior do concurso da PMCG são canceladas pela UEPB

Postado por: Redação AgoraPB |quarta-feira, 26 de novembro de 2014 | 14:00

Campina GrandeA Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), através da Comissão Permanente de Concursos (CPCON) e em consonância com a Prefeitura Municipal de Campina Grande, decidiu anular as provas para todos os cargos de nível superior do Concurso Público da Prefeitura Municipal de Campina Grande (PMCG), realizadas no último domingo, 23 de novembro. 

As provas serão refeitas nas suas três áreas temáticas (Português, Raciocínio Lógico e Conhecimentos Específicos) ainda este ano, em data a ser divulgada em breve, de acordo com o mesmo conteúdo programático exigido no edital do Concurso.

O problema ocorrido com o gabarito das provas de nível superior foi essencialmente de falha técnica do sistema de computador que deveria fazer a distribuição automática e aleatória das alternativas, mas não operou a distribuição nas áreas temáticas de Português e Raciocínio Lógico, mantendo o gabarito anterior encaminhado pela banca elaboradora.

As provas dos níveis fundamental e médio não registraram nenhum problema. Desta forma, permanece o calendário das provas práticas inalterado, conforme edital previamente divulgado.

A decisão de anular as provas de nível superior do Concurso da PMCG reafirma a seriedade e o compromisso da UEPB com a qualidade, lisura e credibilidade de todas as ações da Instituição que, ao longo de toda a sua história, nunca registrou nenhum ato que colocasse em dúvida a idoneidade da Universidade Estadual da Paraíba em nenhum processo seletivo.

COM PORTAL CORREIO.

PM e Bombeiros da PB convocam 1.632 candidatos para exames de aptidão física

Polícia MilitarA Polícia Militar da Paraíba e o Corpo de Bombeiros estão convocando os 1.632 candidatos aprovados no Concurso Público para Soldados das corporações para realizarem, a partir desta quarta-feira (26), o Exame de Aptidão Física (EAF). 

Os exames físicos serão realizados em João Pessoa, Campina Grande e Patos até o dia 13 de dezembro e o resultado será divulgado no dia 19 de dezembro. As matrículas acontecerão até o dia 31 de dezembro.

O concurso foi realizado em agosto deste ano e ofertou 600 vagas, sendo 520 para a Polícia Militar e 80 para o Corpo de Bombeiros. De acordo com a presidente da Comissão de Avaliação Física do Concurso, coronel Maria Filha, em João Pessoa os testes físicos acontecerão no Centro de Educação da Polícia Militar, em Mangabeira, nos dias 26, 27, 28 e 29 de novembro e dias 1 e 2 de dezembro, sempre nos turnos da manhã e tarde. 

Em Campina Grande, os exames físicos serão aplicados nos dias 4, 5, 9 e 10 de dezembro, no campus de Educação Física da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB); enquanto na cidade de Patos os candidatos ao Curso de Formação de Soldados farão os exames de aptidão física dias 12 e 13 de dezembro no campo de futebol “O Palmeirão” e no Tiro de Guerra.

Cada candidato terá dois dias de avaliação física. No primeiro dia, o teste consistirá em flexões na barra fixa; abdominal e corrida de 100 metros. No segundo dia, os candidatos vão praticar salto em altura e corrida de 12 minutos, conforme adiantou a coronel Maria Filha. 

O Corpo de Bombeiros, por sua vez, está convocando os candidatos para o Exame de Aptidão Física por grupos. 

Grupo 1 (Campina Grande)

- Ginásio de Esporte da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) – Rua Baraúnas, 351 – Bairro Universitário (Bodocongó), a partir das 7 h, nos dias 26, 27 e 28 de novembro.

- Grupo 2 – (Patos)

Tiro de Guerra de Patos – Rua Sargento Everaldo, 611, Bairro Belo Horizonte, dias 1, 2 e 3 de dezembro, a partir das 7h. 

Grupo 3 – (João Pessoa) 

Centro de Educação da PMPB – Rua Coronel Dr. Francisco de Assis Veloso, s/n – Mangabeira VII, nos dias 9, 10 e 11 de dezembro, a partir das 7 h.

COM PORTAL CORREIO.

Estudante cai de bicicleta dentro de faculdade em João Pessoa e fica em estado gravíssimo

Vítima pedala dentro do projeto 'Bike de Respeito'É gravíssimo o estado de saúde da estudante universitária Larissa Guedes Pontes, 18 anos, que ficou ferida ao cair de uma bicicleta dentro do Centro Universitário de João Pessoa, o Unipê, nessa terça-feira (25). 

Segundo o boletim médico divulgado pelo Hospital de Emergência e Trauma da Capital, para onde a jovem foi levada, a vítima teve Traumatismo Crânio Encefálico (TCE) e está internada na Unidade de Pacientes Graves.

De acordo com a assessoria da faculdade particular, a aluna acidentou-se, por motivos ainda desconhecidos, em uma das vias de acesso internas do campus, "enquanto guiava uma bicicleta disponibilizada pela instituição, dentro de uma política educativa e de valorização de meios alternativos de transportes, mais saudáveis e menos poluentes, denominado Bike de Respeito".

Devido o acidente, a instituição suspendeu as atividades do projeto Bike de Respeito. Ainda segundo a nota, a estudante foi socorrida pelos paramédicos da instituição e levada por uma das equipes do Samu para o Hospital de Trauma de João Pessoa.

A assessoria de imprensa acrescentou que o Centro Universitário de João Pessoa está dando assistência a vítima e familiares. Profissionais da faculdade estão acompanhando o caso.

COM PORTAL CORREIO.

Ponto de venda de drogas é desarticulado na Grande JP

Material apreendido na operaçãoUm ponto de venda de drogas, que funcionava em uma casa na Avenida Nilo Peçanha, no Alto das Populares, em Santa Rita, foi desarticulado por policiais militares do 7º Batalhão, no final da tarde desta terça-feira (25). Na ação, o dono do imóvel conseguiu fugir, mas a polícia deteve cinco suspeitos, entre eles um traficante de 34 anos que já era conhecido da polícia e respondia por crime de violência doméstica. 

Entre os objetos apreendidos, a polícia recuperou dinheiro, balança de precisão, munição, caderneta com anotações do tráfico, documentos, celulares e drogas.
“A polícia já investigava os suspeitos e o local do ponto de comercialização do tráfico. Agora vamos encaminhá-los à delegacia de Santa Rita para serem enquadrados. Além do traficante, também prendemos um jovem de 23 anos com vários saquinhos de cocaína no bolso”, informou a tenente Suzana, do 7º BPM.

Mamanguape

Também nesta terça-feira, policiais militares da Companhia Independente de Mamanguape conseguiram impedir um homicídio, na Zona Rural da cidade, que seria cometido por causa de uma suposta cobrança de dívida.

De acordo com o capitão Alberto Filho, que acompanhou a ocorrência, a própria vítima entrou em contato com a polícia pedindo segurança, pois estava com medo. “Ele disse que tinha uma dívida e que o cobrador estava o ameaçando. Segundo testemunhas, o suspeito era agressivo, principalmente quando ingeria bebida alcoólica, e costumava andar armado na região”, contou.

Com o suspeito, não identificado pela PM, foram encontradas duas facas peixeiras, um revólver calibre 32 e uma espingarda. Ele foi conduzido à delegacia de Mamanguape, onde vai responder por porte ilegal de armas e ameaça.

COM PORTAL CORREIO.

Criança desmaia após ter sido estuprada e dopada em João Pessoa, diz delegada

Hospital de Emergência e Trauma de João PessoaUma criança de 11 anos foi abusada sexualmente na noite dessa terça-feira (26) dentro de casa no bairro do Cristo Rendetor, em João Pessoa. O suspeito do crime é um adolescente de 15 anos, que foi detido.

Ele nega que a relação sexual foi forçada. A menina desmaiou após o estupro, conforme informou a delegada da Infância de Juventude, Joana D’arc.

Segundo a delegada, o menor apreendido disse que foi convidado pela garota para ir até a casa dela onde manteriam uma relação sexual. “O adolescente disse que quando chegou no local eles transaram, mas nada foi forçado. A menina disse que o garoto mandou ela ficar nua e teria forçado a relação sexual”, disse.

Após a relação, de acordo com a delegada, a menina tomou banho para ir à igreja quando passou mal. “A garota desmaiou quando estava indo para igreja pouco tempo depois do abuso. A vítima revelou que tomou um copo de água fornecido pelo rapaz. A amiga dela chamou o Samu, que a levou para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa”, falou a delegada. A garota continua internada em observação. 

O médico que atendeu a ocorrência confirmou que a menor chegou sob efeito de alguma substância tóxica. "O profissional disse que a menina chegou desacordada e que teria tomado alguma substância alucinógena. A menina chegou desacordada no hospital. Ela será submetida a exames no Instituto de Polícia Científica de João Pessoa para confirmar a suspeita do médico sob intoxicação e constatar o abuso", confirmou Joana D' Arc. O adolescente foi levado para a Delegacia do Menor Infrator onde vai responder pelo estupro.

COM PORTAL CORREIO.

Policiais são presos suspeitos de ter envolvimento com o tráfico de drogas na Capital

Central de Polícia em João PessoaDois policiais foram presos na manhã desta quarta-feira (26) suspeitos de ter envolvimento com o tráfico de drogas na capital paraibana. Cerca de 30 policiais civis e militares participaram da operação intitulada Integração Criminosa. 

De acordo com informações da polícia, os suspeitos são um policial civil aposentado e um militar na ativa. Eles teriam extorquido traficantes de drogas da Capital. De acordo com denúncias, os policiais teriam dito aos bandidos que não os prenderia caso recebessem uma quantia de dinheiro em troca.

Junto com a dupla, um suposto informante foi detido. O policial civil aposentado e o militar são tio e sobrinho. Os três foram presos em suas residências em cumprimento de mandados de prisão e de busca e apreensão. A operação foi comandada pela Delegacia de Crimes contra o Patrimônio em João Pessoa. 


Eles foram levados para a Central de Polícia de João Pessoa. Uma coletiva de imprensa será realizada as 9h30 para apresentar os suspeitos e dar detalhes da operação que desarticulou o grupo.

COM PORTAL CORREIO.

Operários caem de cerca de 50 m e morrem em fábrica de cimento da Grande JP

Via que dá acesso à fábricaDois operários de uma fábrica de cimento Cimpor, localizada no município do Conde, na Grande João Pessoa, morreram ao despencar de uma altura de cerca de 50 metros, por volta das 17h desta terça-feira (25). 

Este é o segundo acidente fatal envolvendo operários em menos de uma semana na região metropolitana. Na quarta-feira (19), o fato ocorreu em uma obra da empresa Marcolino, no bairro do Cabo Branco, Zona Leste da Capital.

Os trabalhadores estavam em um elevador quando houve a queda. A Polícia Militar do município de Alhandra informou que existe a possibilidade de que cintos de segurança tenham se rompido ou até mesmo o cabo de sustentação da estrutura.

A imprensa não teve acesso ao local, por se tratar de um empreendimento particular. Profissionais do Corpo de Bombeiros se dirigiram ao local para retirar os corpos das ferragens e agentes do Instituto de Polícia Científica fariam o trabalho de perícia, que poderá determinar as causas do fato trágico.

Ainda não havia sido revelada a identificação das vítimas, bem como suas respectivas funções na fábrica. Representantes da empresa ainda não haviam se pronunciado.

COM PORTAL CORREIO.
 
Copyright © 2004. - Desenvolvido por Nossa comunicação
E-mail: agorapb@hotmail.com