ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Cadeirantes denunciam falta de ônibus adaptados e dizem que esperam até 2h por transporte em JP

Postado por: Redação AgoraPB |sexta-feira, 24 de outubro de 2014 | 08:00

'Elevadores' dos ônibus quebram com frequência“A partir do momento que o cadeirante sai de casa, começam os obstáculos. As calçadas que são quebradas; o elevador do ônibus que não funciona... Mas a gente precisa lutar por nossos direitos”, afirmou o estudante Reginaldo Faustino da Silva, 51 anos, que todos os dias precisa do transporte público, em João Pessoa. Se para muitos esperar entre 40 minutos e 1 hora um ônibus é um absurdo, imagine esperar o dobro por um ‘carro eficiente’ e ter que torcer para que os operadores dele estejam treinados para utilizar o elevador. Este é o desafio de pessoas com mobilidade reduzida na Capital. 

Todos os dias, de segunda-feira à sexta-feira, Reginaldo Faustino da Silva, que mora no Jardim Treze de Maio, precisa se deslocar para o curso no Castelo Branco, à noite. Ele pega quatro ônibus diariamente e para chegar na hora da aula, às 18h, ele sai cedo de casa entre 15h30 e 16h. “Eu vou cedo para não correr o risco de perder o ônibus que é a linha 1001 e vou até a Lagoa. Lá eu pego o Castelo Branco (304 ou 517) até a universidade. Faço um itinerário parecido na volta, só que paro na Igreja Batista. Eu chego às 21h30 e às 23h ainda não tem passado nenhum. Eles (os motoristas dessa linha) estão desviando o percurso para não pegar os cadeirantes na parada. A gente corre risco de ser assaltado, porque não fica ninguém nas paradas. Uma vez eu tive que ligar para o vigilante da minha rua para poder me pegar na Epitácio Pessoa e ir até a minha casa”, afirmou.

Além da demora, Reginaldo Faustino ainda informou que há vários carros das linhas do Geisel, Jaguaribe (003) e 304 (Castelo Branco) que não funcionam ou que os colaboradores (motoristas e cobradores) não sabem manusear os equipamentos. Ele ainda reclamou que calçadas como a primeira parada de ônibus da Avenida Epitácio Pessoa, ao lado do Colégio Lourdinas, prejudica as pessoas que passam por ela, principalmente cadeirantes, gestantes, idosos e outros de mobilidade reduzida. Além disso, citou também que o problema de falta de infraestrutura se repete no anel interno Lagoa e também na calçada da Fundação de Apoio ao Deficiente (Funad), no Pedro Gondim. 

O esportista e cadeirante Gilvan Andrade de Lima, 43, também utiliza o transporte coletivo na Capital. Ele mora no Bairro das Indústrias e, quando precisa ir até a Funad, espera até 2 horas para conseguir pegar um ônibus eficiente que funcione. “A linha 506 (Bairro dos Estados) demora muito para passar e quando passa o elevador não funciona ou os cobradores não sabem mexer. Eu mesmo, de tanto andar, já sei mexer no equipamento. Eu acabo ensinado porque é muito ruim ficar esperando. A gente reclama, ás vezes, não é do motorista, mas das empresas que não estão nem aí para consertar os equipamentos e treinas as pessoas para usar o elevador”, pontuou. 

A Secretaria de Infraestrutura (Seinfra) informou por meio da assessoria de imprensa as calçadas são resposabilidade dos donos dos imóveis e que a PMJP está executando projetos para melhorar os passeios públicos. Mário Tourinho, diretor da AETC, disse que falaria após a publicação da matéria.

Com Portal Correio

PREFEITO DE OLIVEDOS ACREDITA NA AMPLIAÇÃO DA VITÓRIA DE RICARDO NO MUNICÍPIO

O prefeito de Olivedos, Grigório Souto (PMDB), afirmou nesta quinta-feira (23) que a sua expectativa é que o governador Ricardo Coutinho (PSB), candidato à reeleição pela coligação A Força do Trabalho, amplie em seu município a vantagem de mais de 500 votos obtida no 1° turno.

“A onda laranja invadiu a cidade neste segundo turno, cada vez mais pessoas reconhecem a importância de Ricardo ter feito a estrada PB-157 de acesso ao município, que está se desenvolvendo como nunca”, afirmou.

Para o prefeito peemedebista, a população de Olivedos demonstrou que sabe ser grata ao trabalho realizado pelo governador no primeiro turno, mesmo com as pesquisas e a grande imprensa criando um clima de vitória do candidato do PSDB.

Grigório destacou que muitos eleitores que haviam votado em outro candidato o procuraram para declarar que votarão em Ricardo, em reconhecimento aos investimentos de R$ 8,2 milhões na estrada, além das obras realizadas a partir do Pacto Social. “Tenho 25 anos de vida pública e sou muito pé no chão, mas acredito na vitória de Ricardo em Olivedos e na Paraíba”, finalizou o peemedebista.

Com Assessoria

EM ÚLTIMO DEBATE DAS ELEIÇÕES, RICARDO DEMONSTRA QUE É O MAIS PREPARADO PARA GOVERNAR A PARAÍBA

O governador e candidato à reeleição Ricardo Coutinho (PSB) apresentou propostas e relatou as ações de sua gestão transformadora para a Paraíba durante o último debate destas eleições, realizado pela TV Cabo Branco na noite desta quinta-feira (23). 

Mesmo com os ataques e a falta de disposição de discutir temas pertinentes ao estado por parte do candidato opositor, Ricardo foi claro e propositivo, como se apresentou em todos os debates anteriores.

Citando a bíblia, Ricardo disse que ‘quando o ímpio governa, o povo geme, mas quando o justo governa, o povo se alegra’, ressaltando que sua gestão entregou 2,4 mil quilômetros de estradas asfaltadas, três UPAs, 10 hospitais e sete escolas técnicas.

“Eu faria tudo de novo, porque consegui colocar meus pés lá nos quilombolas, lá nas terras ciganas, na nação potiguara, nas comunidades da agricultura familiar, e ser reconhecido pelo trabalho dos que mais necessitam, porque tive a coragem de cortar privilégios de meia dúzia que comandavam. Sigo com meus os princípios que nortearam minha vida, com a ética, com a participação popular e com o desenvolvimento econômico com inclusão social”, argumentou.

Atração de indústrias 

O governador ressaltou que, na sua gestão, a Paraíba vem recebendo investimentos da ordem de R$ 6,3 bilhões, e que articulou a implantação de 197 indústrias no Estado. Ricardo acrescentou que na sua administração está programado ainda a instalação de um grande estaleiro na cidade de Lucena e outro de médio porte, que será instalado na cidade do Conde. O socialista disse que o Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) na Paraíba obteve um crescimento importante, em setembro deste ano, de 14,6%. “A economia da Paraíba reage, apesar da dificuldade financeira mundial”, observou ele.

Ele disse que enquanto a Paraíba vem recebendo a instalação do segundo maior polo cimenteiro do Brasil e a construção do polo industrial em Caaporã, o candidato tucano, em sete anos que passou no Governo, cedeu, por 59 centavos o metro quadrado, uma área no Conde para uma empresa construir um condomínio fechado. “A Paraíba virou um canteiro de obras. Agora lembre como era o Estado no governo do meu concorrente”, ressaltou Ricardo.

Cagepa e privatização

Ricardo voltou a lembrar que o candidato do PSDB disse que pretende terceirizar os investimentos em esgotamento sanitário da Cagepa, segundo o que o próprio tucano já teria afirmado em entrevistas. Ele ainda criticou o programa ‘Boa Nova’, alardeado pelo opositor como um dos principais programas de saneamento do estado.

“O seu programa Boa Nova não tem nenhum sistema de esgotamento sanitário funcionando, porque você não conseguiu fazer nenhuma estação de tratamento de esgoto, só enterrou tubos. Você foi chamado, à época, de ‘governador tatu’, porque só fazia cavar buracos, e esses buracos não tinha serventia nenhuma”, criticou.

UEPB

O candidato à reeleição destacou que investiu R$ 925 milhões em quatro anos na manutenção da Universidade Federal da Paraíba (UEPB) enquanto que seu adversário investiu apenas R$ 518 milhões em sete anos. Ricardo lamentou que o candidato tucano tenha expandido a universidade sem nenhum planejamento, visando apenas o processo eleitoral.

“Investi R$ 925 milhões em ensino, pesquisa e extensão na UEPB, quase o dobro do que meu adversário investiu. Garantimos a formação continuada de professores, além de fazer a complementação salarial, que chegou a quase R$ 50 milhões. No próximo ano, vamos oferecer mestrado aos professores”, acrescentou.

Transposição do Rio São Francisco

O socialista garantiu que a Paraíba vem se preparando para receber, com obras de saneamento, a transposição de águas do Rio São Francisco. Ele informou que das 55 cidades receptoras da transposição, o Governo já vem realizando obras em 11 cidades, vai iniciar em 9 e celebrar convênios com as prefeituras de outras 18 cidades. “Estamos licitando as obras de saneamento em mais 17 cidades, após as eleições”, acrescentou.

Ele revelou que a construção do sistema adutor de Borborema também está dentro do cronograma de ações do Governo. O socialista relembrou que recebeu a confirmação da presidenta Dilma Rousseff (PT) de que o Governo Federal vai incluir no projeto de transposição o terceiro eixo, entrando pelo Vale do Piancó.

Com Assessória40

Estado convoca candidatos para 3ª etapa do concurso da Polícia Militar e Bombeiros

Postado por: Chico Lobo |quinta-feira, 23 de outubro de 2014 | 18:55

O Governo do Estado convocou 1.774 candidatos para realizarem os exames de saúde do concurso público para soldado da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros. 

A avaliação será feita entre os dias 3 e 14 de novembro e os candidatos devem conferir o dia e local de apresentação, divulgados no site www.pm.pb.gov.br, desde a quarta-feira (23).

Esta é a terceira etapa do certame, que tem caráter eliminatório, onde concorrem todos os aprovados no exame psicotécnico, etapa anterior realizada no mês de setembro.

Os candidatos foram divididos em grupos para a realização dos exames de saúde, que acontecerá de 3 a 7 no Centro de Educação da PM, em João Pessoa, de 10 a 12 no 2º Batalhão, em Campina Grande, e nos dias 13 e 14, no 3º Batalhão, na cidade de Patos, de acordo com a opção de vaga feita por cada candidato.

A coordenadora adjunta de Comunicação da Polícia Militar, capitã Carla Marques, informa que a terceira etapa tem o objetivo de avaliar o estado geral de saúde do candidato, tanto físico, quanto mental. "A avaliação é feita para apontar se o candidato possui condições indispensáveis ao desempenho da atividade policial militar, que exige critérios de saúde específicos dos profissionais que vão trabalhar para promover a segurança pública dos cidadãos paraibanos", destacou.

Os candidatos devem observar atentamente a data de apresentação e levar, no horário e local estabelecidos na convocação, todos os 14 exames laboratoriais exigidos no concurso. No dia da entrega, os convocados irão se submeter também a exames médicos, odontológicos e biométricos - este último avaliando altura, que é de no mínimo 1,65 m para o masculino e 1,60 m para o feminino. Os detalhes sobre as exigências desta etapa podem ser conferidos no item 9 do edital do concurso, disponível também no site da Polícia Militar, na parte de concursos públicos. O certame terá ainda duas fases, a física e a avaliação social. 

Maior da história - O concurso para soldado da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, realizado este ano, foi o maior da história das duas instituições, com mais de 58 mil inscritos. O Estado paga atualmente a um soldado - cargo que exige nível médio de escolaridade - o salário inicial de R$ 2.548,16, podendo ainda receber adicional por plantão extra remunerado, que chega a R$ 1.025,46 de complemento, além de gratificações inerentes ao cargo. O salário é reajustado todo mês de janeiro com a data-base do servidor público do Estado da Paraíba.

Juíza decreta Lei Seca em seis municípios, mas TJPB libera venda de bebidas no estado

Imagem IlustrativaA juíza da 31ª Zona Eleitoral, Isabelle Braga Guimarães de Melo, baixou portaria determinando Lei Seca no segundo turno das eleições, no próximo domingo (26), nos municípios de Pombal, Paulista, Cajazeirinhas, São Domingos, São Bentinho e Lagoa.

Apesar da decisão da juíza, os estabelecimentos comerciais que são vinculados à Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) poderão vender bebidas alcoólicas em todo o estado. Já prevendo eventual portaria a ser publicada pela Secretaria de Segurança do Estado e pela Justiça Eleitoral estabelecendo a Lei Seca, a Abrasel entrou na Justiça com um mandado de segurança preventivo, com pedido de liminar, contra a possível proibição. 

O juiz João Batista Barbosa acolheu o pedido de liminar e em seu despacho, entendeu que na ausência de previsão legal “no sentido de proibir a comercialização de bebida alcoólica no dia de eleições” liberou à venda na Paraíba. Decisão isenta os associados à Abrasel da proibição.

Com Portal Correio

Pedreiro é achado morto a pedradas e com rosto queimado por plástico quente

Corpo estava despido numa estrada de barroO pedreiro Marcos Lopes Barbosa, de 43 anos, foi encontrado morto no início da manhã desta quinta-feira (23), em uma estrada de barro do loteamento Caixa D’água, periferia da cidade de Alhandra, no Litoral Sul do estado. O corpo estava com marcas provocadas por pedras e o rosto queimado e coberto com um saco plástico.

Segundo o delegado Francisco Basílio, que esteve no local do crime, moradores ligaram para o 190, por volta das 5h30, e informaram sobre o corpo de um homem, que estava com sinais de violência.

“A Polícia Militar chegou no local e isolou a área. Foi comprovado o homicídio e os levantamentos feitos pela PM e PC constataram que a vítima não tinha ficha criminal. O homem era pedreiro e estava consumindo diariamente bebida alcoólica depois de separar da esposa. Nos últimos dias, Marcos Lopes estava morando na rua. O homem foi morto a pedradas e teve o rosto queimado”, confirmou o delegado.

A Polícia Civil descartou que a vítima tenha sofrido violência sexual. “O corpo estava despido. As roupas estavam próximas, mas a perícia descartou completamente que o homem tenha sido abusado sexualmente antes de morrer”, falou o delegado Francisco Basílio.

O corpo foi removido para a Gerência Executiva de Medicina e Odontologia Legal (Gemol), no bairro do Cristo Redentor, na Capital, onde será periciado.

Com Portal Correio

Polícia Militar da Paraíba divulga relação de mais de 100 policiais promovidos

Comando Geral da PMA Polícia Militar da Paraíba divulgou, na noite dessa terça-feira (21), a promoção de 116 cabos à graduação de 3º sargento e 16 soldados à graduação de cabos. A lista foi publicada no boletim interno da corporação, que pode ser acessado no site www.pm.pb.gov.br.

Os promovidos realizaram nessa quarta-feira (22), cursos de habilitação para a nova graduação que passaram a responder, com carga-horária de 120 horas-aula para cabos e 160 para sargentos. Além disso, os militares atendem a critérios como ter bom comportamento e tempo de serviço mínimo exigido para alcançar a promoção.

Dos 4.474 promovidos desde 2011 – que representa quase metade de todo efetivo da Polícia Militar - 3.853 policiais são do quadro de praças (soldados, cabos, sargento e subtenentes) e 621 do quadro de oficiais (tenente, capitão, major, tenente-coronel e coronel).

No período foram chamados 1.044 novos soldados que já estão nas ruas reforçando a segurança. Um novo concurso para soldados está em andamento, com os primeiros convocados concluindo as etapas específicas do certame para poderem entrar no curso de formação, que tem duração de 10 meses.

Concursos Internos – A Polícia Militar está com inscrições abertas para três concursos internos com 140 vagas para habilitação de oficiais, formação de sargentos e também de cabos. Os cursos garantem mais uma oportunidade de ascensão profissional para os integrantes da corporação. Os policiais têm até o dia 30 deste mês para realizarem a inscrição no site www.idecan.org.br. Os certames são compostos por três etapas (intelectual, saúde e física) e a primeira fase acontece nas cidades de João Pessoa, Campina Grande e Patos.

Com Portal Correio
 
Copyright © 2004. - Desenvolvido por Nossa comunicação
E-mail: agorapb@hotmail.com